quinta-feira, 15 de março de 2012

QUIMIOTERAPIA



 

 
A quimioterapia é o tratamento mais temido quando o assunto é câncer, por utilizar medicamentos extremamente potentes para combater o tumor, vem acompanhada de inúmeras reações. Existem duas maneiras de se administrar os medicamentos, por via intravenosa ou via oral. Cada caso exige um esquema diferente, assim, a quimio pode ser semanal, quinzenal ou até de 21 em 21 dias, sendo administrada em poucas horas ou até dias, tendo sempre um intervalo de recuperação que varia de 1 a 4 semanas.

Os temerosos efeitos colaterais da quimio ocorrem justamente por ser um tratamento sistêmico, o que significa que os medicamentos agem em todo organismo e como não conseguem distinguir as células sadias das células cancerígenas, atacam todas as células de defesa do nosso organismo, bem como as células de reprodução rápida.




Químio: as 10 coisas que eu odeio em você!


 1º - Náuseas e Vômitos – esse é um item complicado, porque se você come, fica enjoado, se não come, fica também, então comer ou não comer, eis a questão, mas porque isso acontece??? O organismo reage ao medicamento, tentando se limpar dele, colocar para fora. Então existem algumas coisas a se fazer que podem amenizar tais problemas, como fazer várias refeições ao dia, em pequenas quantidades, ingerir alimentos de fácil digestão e evitar líquidos durante as refeições, esqueça frituras, doces e excesso de temperos, evite odores fortes. Evite deitar-se logo após as refeições, vista roupas leves, fique em ambiente arejado. E não adianta ficar sem comer, nunca vá para a sessão de quimio em jejum.


2º - Alopecia ou queda de cabelo - convenhamos, o cabelo não cai, despenca...rs, isso ocorre porque as células responsáveis pelo seu crescimento, aquelas de reprodução rápida – lembra? - são afetadas. Não há nada a se fazer, a não ser adotar um novo estilo e lançar mão de lenços lindos, chapéus charmosos ou perucas de todas as cores e modelos ou ate mesmo do seu próprio cabelo.


3º -  Plaquetopenia - É a baixa da produção das plaquetas em nosso sangue, uma vez que a quimio ataca a medula óssea, responsável pela sua produção. As plaquetas tem a função de coagulação sanguínea e cicatrização, o que pode ocasionar o aparecimentos de hematomas, sangramentos de mucosas, além do aparecimento de pequenas manchas avermelhadas na pele. Cabe porém o cuidado de usar escova dental macia e evitar objetos cortantes.


4º- Anemia – Conhecida pela diminuição dos glóbulos vermelhos do sangue, também produzidos na medula óssea, são eles que oxigenam os tecidos do corpo, por isso o coração precisa trabalhar mais rápido o que pode provocar alterações no batimento cardíaco, falta de ar, fraqueza, tontura e fadiga. O lance é se cuidar, adotar uma rotina de bem estar com alimentação saudável e em tempos regulares e noites de sono reparadoras.


 5º- Neuropatia Periférica e Dores no corpo – Neuropatia o quê ??? É tão somente dormência e ou formigamento nas extremidades do corpo, principalmente nas pontas dos dedos das mãos e nos pés, o que causa uma dificuldade momentânea na coordenação motora fina. Não há muito, o que fazer além de esperar o fim do tratamento ou em casos extremos reduzir a dose da quimioterapia.  As dores, ahhhhhh as dores!!! A cada dia você acorda e descobre regiões nunca antes notadas em seu corpo. Elas podem ser causadas tanto pela doença quanto pelo tratamento e cabe ao seu médico assistente lhe indicar o analgésico adequado.
6º- Infecções – O seu organismo estará a cada dia mais debilitado, o sistema imunológico enfraquecido, ocasionando uma maior dificuldade de defesa do corpo. Aqui o que tem que ser observado é se ocorrerá febre, pois ao seu menor sinal a solução é correr para o médico. Nesse período evite contatos com pessoas doentes, crianças que acabaram de ser vacinadas, animais, aglomerações, ambientes fechados, cuidado com a sua higiene pessoal lave bem as mãos e com mais freqüência, escove os dentes várias vezes ao dia e evite machucar-se. Preserve-se, isso é temporário.


7º- Alterações Intestinais – Durante a quimio podem ocorrer episódios tanto de diarréia como de constipação, provenientes da atuação das drogas nas células do intestino. O médico irá receitar medicamentos próprios para tentar minimizar os efeitos dos quimioterápicos. Para se combater a diarréia, o que pode auxiliar é a ingestão de muito líquido e adotar uma dieta com baixa quantidade de fibras. Já com a constipação mantém-se a ingestão de muito, mas muito líquido (rssss) e uma dieta rica em fibras.

8º- Mudanças na pele e nas Unhas – Podem ocorrer algumas mudanças na pele, um ressecamento, coceira, erupções, sensibilidade ao sol, etc. As unhas seguem a mesma lógica, pois são as famosas células de reprodução rápida que as compõe. O negócio é hidratar, usar um bom hidratante, de preferência com protetor solar, e beber água, água de coco, isotônico, sucos de frutas naturais, etc. Deve-se ter muito cuidado ao se fazer as unhas, durante o período em que se estiver em quimio, além de se evitar banhos muito longos e quentes.

9º- Mudanças no Sistema Nervoso – Você ficou sensível de repente? Começou a querer chorar em desenho animado? Isso são coisas que só a quimio faz por você! Se você me perguntar se os quimioterápicos agem no sistema nervoso central, a resposta é sim! As alterações vão desde tremores até a temida depressão. Pode ocorrer a perda do equilíbrio, alterações nos sentidos, podendo aumentar ou diminuir a visão, audição, olfato e o paladar. Confusão e problemas de memória passam a fazer parte do cotidiano, bem como oscilações psicoemocionais. O melhor a fazer é buscar uma psicoterapia em conjunto com as indicações de seu médico.

10º- Alterações Sexuais – As diferentes medicações podem provocar alterações hormonais e menopausa precoce. Pra piorar a situação pode diminuir o desejo sexual, porém a boa noticia é que com o término do tratamento a tendência é que se volte ao normal! Os sintomas de menopausa em mulheres que teoricamente não deveriam ter entrado nela, como ondas de calor, secura vaginal e irritabilidade, períodos menstruais irregulares ou ausentes. Aqui vale dizer que se deve evitar rigorosamente uma gravidez! Para isso vale investigar junto à equipe médica qual o melhor método contraceptivo para o seu caso.

No entanto, temos que dar a mão à palmatória, pois o tratamento quimioterápico tem por objetivo a cura, ou o controle da doença quando esta não pode ser removida por completo. Embora todo o terrorismo, ao final da caminhada você deve se sentir como a águia, que se isola em um período da vida, no qual muda todas as suas penas e o bico, para iniciar uma nova fase de sua vida, com muito mais plenitude e sabedoria.

Assim, um viva a quimio que é capaz de curar e prolongar a vida!

5 comentários:

  1. Um viva à quimio e outros tantos vivas a vocês! :)

    Larissa

    ResponderExcluir
  2. Muita luz em seu caminho amiga! Conte sempre comigo!
    Continue o blog! Excelente ideia! BjS

    ResponderExcluir
  3. É importante para o tratamento.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir